terça-feira, julho 5, 2022
Anúncios
Anúncios

Alta nas mortes é última etapa antes de declínio na pandemia, diz médico

Em entrevista nesta quinta-feira (10), o infectologista do Hospital das Clínicas da USP Evaldo Stanislau falou sobre o cenário pandêmico no Brasil. Para o especialista, as perspectivas diante dos rumos da variante Ômicron podem ser consideradas positivas.

Apesar de, atualmente, o Brasil voltar a apresentar um alto número de mortes pela Covid-19 –foram 943 óbitos nas últimas 24 horas– o infectologista afirma que a elevação no número de mortes pela doença pode significar a “última etapa” antes de um declínio dos casos.

“Olhando pra frente, vemos que o pior tenha ficado pra trás. A Ômicron se mostra muito rápida na capacidade de causar infecção; mas não se mostrou tão complexa em causar doença aguda, sobretudo na população vacinada. E agora estamos lidando, lamentavelmente, com esse número alto de mortes, mas é a última etapa”, disse Stanislau.

“Porque como o número de infecções começa a cair, nós vamos ter uma redução gradual também nas internações e posteriormente, felizmente, nas mortes”, acrescentou o infectologista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncios -

Posts Populares