segunda-feira, maio 16, 2022
Anúncios
Anúncios

Mundo registra 3,79 milhões de casos de Covid-19 em um dia e bate novo recorde

O mundo quebrou mais uma vez o recorde de casos de Covid-19 registrados em um único dia.

Os dados consolidados pela plataforma Our World In Data, na manhã desta quinta-feira (20), mostram que foram registradas 3,79 milhões de infecções pelo coronavírus nas últimas 24 horas.

O número supera o último recorde, que tinha sido atingido na manhã da última quinta-feira, dia 13, quando foram registrados ao redor do mundo 3,67 milhões de casos diários em 24 horas.

O Brasil colaborou para que os dados consolidados nesta quinta (20) fossem tão altos. Nesta quarta-feira (19), impulsionado pela variante Ômicron, o país ultrapassou pela primeira vez a casa dos 200 mil casos registrados em um único dia.

De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil registrou 204.854 novos casos e 338 mortes. O recorde anterior aconteceu no dia 18 de setembro de 2021, com 150.106 casos registrados.

Outro recorde foi quebrado na média móvel de casos, com 99.974 infecções considerando mesmo período.

Outro país que vê uma nova onda de casos provocada pela Ômicron, a Alemanha também registrou recorde de casos diários na quarta (19). Foram 112.323 novos casos e 239 mortes em apenas 24 horas, de acordo com o Instituto Robert Koch (RKI), autoridade de saúde pública alemã.

O ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, declarou nesta semana que o pico desta onda deve ser atingido em meados de fevereiro, e disse que a vacinação obrigatória deve ser introduzida no país entre abril e maio.

A França é outro país europeu que colabora com a somatória global de casos diários. Foram mais de 400 mil novas infecções por Covid-19 registradas em dois dias consecutivos.

Os franceses registraram mais de 436 mil novas infecções por Covid-19 nesta quarta-feira (19), depois de ter comunicado um recorde de 464.769 novos casos na terça-feira, mostraram os dados do Ministério da Saúde.

A média móvel de novos casos em sete dias saltou para um novo recorde de mais de 320 mil, depois de ter quebrado o recorde de 300 mil na terça-feira.

O número crescente de infecções é ligada por especialistas ao espalhamento da variante Ômicron, que é transmitida com mais facilidade que formas anteriores do vírus. De acordo com previsões da Organização Mundial da Saúde (OMS), ela deve tornar-se a cepa dominante em vários locais do mundo nas próximas semanas.

No dia 4 de janeiro, o gerente de incidentes da OMS, Abdi Mahamud, afirmou que a entidade vê evidências de que a Ômicron, apesar de mais transmissível, pode causar sintomas mais leves. “Estamos vendo mais e mais estudos apontando que a Ômicron infecta a parte superior do corpo. Diferente das outras, que podem causar pneumonia grave”, afirmou.

A vacinação, segundo especialistas, ainda é a forma mais eficaz de evitar infecções graves, mortes e hospitalizações pela Covid-19, e manter o quadro vacinal atualizado é essencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncios -

Posts Populares