segunda-feira, maio 16, 2022
Anúncios
Anúncios

Mais de 300 crianças receberam vacinas inadequadas contra a Covid-19, na Paraíba

Mais de 300 crianças receberam vacinas contra a Covid-19 com doses para adulto até dezembro de 2021, na Paraíba.

O erro vacinal foi constatado pela Rede Nacional de Dados da Saúde que constam na manifestação da Advocacia Geral da União.

De acordo com o levantamento, 321 crianças receberam dosagem três vezes maior do que o indicado para a faixa etária, ou seja, doses destinadas para o público adulto.

As vacinas pediátricas começaram a ser distribuídas no Brasil no dia 14 de janeiro, e o único imunizante autorizado e indicado para aplicação nas crianças é da Pfizer, porém, o levantamento apontou que antes disso, crianças de 0 a 11 anos já haviam sido vacinadas na Paraíba contra a doença. 

A aplicação das doses ocorreu não apenas com a vacina da Pfizer, mas com os imunizantes CoronaVac e Astrazeneca.

Já em relação aos adolescentes, 297 na faixa etária de 12 a 17 anos, receberam doses dos imunizantes da AstraZeneca, CoronaVac ou Janssen. Nenhuma dessas vacinas tem autorização da Anvisa para aplicação nessa faixa etária.

As primeiras doses para a vacinação em crianças chegaram à Paraíba na última sexta-feira (14) e no sábado (15), foram enviadas para os 223 municípios paraibanos. As doses pediátricas foram produzidas pelo laboratório Pfizer, para imunizar crianças de 5 a 11 anos.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) irão investigar a denúncia de que crianças de 0 a 11 anos teriam sido vacinadas indevidamente contra a Covid-19 no Brasil.

Em nota à imprensa, as entidades apontam que pode ter havido erro de digitação na atualização de dados nos sistemas de informação do Ministério da Saúde, instáveis há mais de 30 dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncios -

Posts Populares