terça-feira, julho 5, 2022
Anúncios
Anúncios

Corretor que matou taxista em estacionamento de supermercado é condenado a 16 anos de prisão, na Paraíba

Uma sessão do julgamento sobre o assassinato do taxista Paulo Damião ocorreu sob júri popular, nessa quarta-feira (23), em João Pessoa, e o acusado Gustavo foi considerado culpado.

Paulo Damião estava manobrando o carro em que trabalhava para entrar em uma vaga do estacionamento de um supermercado, localizado no bairro Bessa, quando o corretor de imóveis Gustavo Teixeira, desceu do veículo que estava, foi até o carro de Paulo Damião e disparou vários tiros de arma de fogo contra o taxista.

O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro de 2019, e o corretor estava indo para casa em um carro acionado por um aplicativo, porém, após atirar contra o taxista foi andando para sua residência a pé.

A vítima, de 42 anos de idade, ainda foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital de Emergência e Trauma da capital, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

Após ser acionada, a Polícia Civil apurou imagens de câmeras de segurança instaladas próximas ao local e, ao identificar Gustavo Teixeira como suspeito, efetuou a prisão preventiva do mesmo.

E, mais de três anos depois, na sessão ordinária, desta quarta-feira, transmitida ao vivo pelo canal do Youtube do Tribunal de Justiça da Paraíba, o acusado pela morte do taxista foi condenado a cumprir pena de 16 anos de prisão.

A arma usada no homicídio não foi encontrada, porém, além da gravação que flagrou a ação criminosa, durante a investigação fotos de Gustavo segurando armas foram levantadas, e, com isso, ele também foi sentenciado pelo crime de porte ilegal de arma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncios -

Posts Populares