quarta-feira, agosto 10, 2022
Anúncios
Anúncios

Operação Maria da Penha: mais de 50 homens são presos em 20 cidades da Paraíba; veja como denunciar

A polícia prendeu 51 homens durante a Operação Maria da Penha, nesta segunda-feira (8), que acontece em várias cidades paraibanas para combater a violência doméstica e familiar. Segundo a Polícia Militar, a operação marca os 16 anos da Lei Maria da Penha e deve ter ações durante todo o mês de agosto.

Conforme a PM, a maior parte dos homens alvos da operação foram presos por crimes como estupro, violência doméstica e lesão corporal. As prisões aconteceram em 20 cidades da Paraíba.

Além de marcar os 16 anos da Lei Maria da Penha, a operação também marca também os 3 anos de criação da Patrulha Maria da Penha, uma ação do Governo do Estado que oferece suporte psicológico, assistencial e jurídico a mulheres em municípios paraibanos.

Ao todo, 26 mil atendimentos foram oferecidos pela Patrulha Maria da Penha em 60 cidades da Paraíba, com trabalho integrado entre a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, Polícia Militar, Polícia Civil e Tribunal de Justiça. O acompanhamento resultou em 83 prisões de agressores em três anos.

Segundo a capitã Gabriela Jácome, da Patrulha Maria da Penha, para que a Lei Maria da Penha seja ainda mais eficaz, é importante que as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, ou pessoas que conheçam estas mulheres, procurem a rede de apoio às vítimas e façam denúncias.

“Algumas mulheres não se reconhecem no ciclo de violência e outras têm determinantes que dificultam na hora da denúncia, por isso é importante a integração dentro da Patrulha Maria da Penha. Nossa equipe multiprofissional consegue identificar estes casos e fazer os encaminhamentos das vítimas para os serviços de assistência social, psicologia, entre outros”, afirmou.

Veja como denunciar

O atendimento às vítimas pode ser realizado direto nas Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (disque 180). Para casos de emergência, a Polícia Militar deverá ser acionada (disque 190). Para denúncias anônimas, busque a Polícia Civil (disque 197). O centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra, em João Pessoa, que acolhe mulheres vítimas de violência, pode ser acionado pelo número 0800 283 3883.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncios -

Posts Populares